30.3.11

Audrey Hepburn's wisdom

"Nothing is impossible, the word itself says
'I'm possible'!"

26.3.11

Na beira da tuia

É, gente, estou sumida e tal - entonces, bora lá colocar a prosa em dia.

Essa expressão " na beira da tuia" , não sei bem quem de nós começou a usar, mas foi lá na adolescência que ela servia para ilustrar quando estávamos tristes, arrasadas, naquela tristeza/tédio que só os xovens podem ter. Daí que me encontro aqui, com os meus 38 ( and counting) anos, experimentando a Síndrome do ninho vazio e sinto que é um momento bem adequado para mandar um: -Estou na beira da tuia.
O pequeno Wilbert está indo muito bem, obrigada - está se virando, gostando da faculdade, curtindo morar na concrete. Isso me deixa muito feliz e tranquila, não sabia se a timidez dele atrapalharia nesta mudança. Mas eis que descobri ser o lado mais fraco da corda - já aconteceu mais de uma vez, pensar nele, a saudade apertar e cair no choro.
Pois bem, não que o motivo seja o mesmo da música do João Mineiro e Marciano, mas "....ainda ontem chorei de saudade" e quando o que vive tem a ver com uma música sertaneja, meu bem, meu bem, certeza que o seu coração está apertado.

Este foi o meu mimimi de hoje, um ótimo finde para quem passar aqui, bjs e hasta o próximo post.

4.3.11

TGIF!

Para os dispostos, ainda dá tempo de arrasar no samba

Acho esse vídeo óóótemo, ainda quero aprender e tal, mas quanto ao carnaval, frankly, I don't give a dawn! Para mim é só um feriado na terça - estou muito feliz porque virá para a pequena e pacata meu filho e muitos queridos, não pela festa do Momo.
Bom finde a todos, bjs e hasta!

2.3.11

Words of wisdom

"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner.I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

Audrey Hepburn

1.3.11

Ex-factor

Pois é, o popular Rei morto é rei posto deveria ser aplicado também às rainhas.

Teve um época que eu pirei no Hitchcock: assisti todos os filmes que ele fez nos E.U, alguns da Inglaterra e até o que foi filmado mezzo mudo, mezzo falado. Esse surto se deu quando assisti Rebecca, a mulher inesquecível - oscar de 1941
A tal Rebecca é a falecida esposa de Maxim de Winter ( o lindo Laurence Olivier), um aristocrata inglês que começa um romance, leva a fofa para conhecer a sua casa e lá paira uma aura imponente e sinistra sobre como era a antiga dona da casa.
Dias atrás, assisti o delicioso É proibido fumar e lá o Miklos também tem uma ex fodona: gata, inteligente, fodona, viajadíssima e tal.

Que poder tem essa posição de ex! Acho o fim da picada moço sair pela vida, falando de ex para as atuais. Quase sempre, só de sabermos quem é a anterior, ela fica com suas qualidades em negrito e a gente se sente o cocô do mosquito do cocô do cavalo do bandido - elas sempre serão mais bonitas, mais gostosas, mais bem relacionadas, mais espirituosas, mais isso ou aquilo outro. O how bizarre desta situação é que, qdo sou eu a ex, não me sinto assim - a poderosa em questão.
Homens, nesta altura da estrada da vida, todo mundo tem passado: please, façam como as mulheres, resolvam o passado e calem-se.

28.2.11

26.2.11

1 mês

Pois é, um mês certinho sem vir aqui no Nascida.
Fico surpresa como ainda tem quem passe por aqui. Claro que vi que maioria chega porque procurou no querido google fotos do Edward Norton e Clive Owen. Mesmo sendo só alguns que passam aqui por mim, fico bem emocionada: neste recesso, muita vida real e nela, queridos me aconselharam a escrever sempre, perseverar nisso, que vêem possibilidade de isso virar algo profissional. Eu não tenho essa pretensão - Nascida é just for fun. Mas, sim, agora de volta a normal life, vou atualizar o meu caderninho virtual de pensamentos e gostares.
É isso aí, voltei agora para ficar.

25.1.11

Words of wisdom

Mais um pito do Quiroga, no Diário de Bordo de hoje:

Falar menos e fazer mais, praticar o que se predica, cumprir as promessas, levar a bom término a palavra empenhada; esses conselhos são de uma obviedade sideral e por isso mesmo desprezados, porém, continuam sendo as orientações mais sábias que se pode oferecer a qualquer ser humano dedicado a melhorar não apenas sua vida em particular, mas a das pessoas próximas também. Nossa humanidade teoriza demais a espiritualidade, por exemplo, quando o assunto consiste apenas em envolver-se intensamente com a vida, demonstrando na prática a conexão com algo superior. Teorizar muito sobre política, também, faz com que os países existam teoricamente enquanto seus cidadãos sofrem todo tipo de maus tratos constantemente.

24.1.11

Hey, ho, let's go!

Só mesmo um grito clássico do punk rock para dar o tom da cadência que anda a vidinha - olha, juro que pensei que janeiro seria um mês tranquilíssimo.
Pois bem, todo finde aparece um querido de fora, os get together continuam, fora a mudança master que será a do pequeno Wilber indo para a faculdade na concrete. Isso no presente, porque no horizonte se desenha uma possibilidade bacanérrima já no comecinho do segundo semestre.

Falei do grito dos Ramones, mas super serve também o Titãs:
TUDO AO MESMO TEMPO AGORA!
E vamo que vamo que a vida tá pedindo urgência.

20.1.11

Words of wisdom

O tempo não cura tudo. Aliás, o tempo não cura nada, o tempo apenas tira o incurável do centro das atenções.

Martha Medeiros